Aumente a segurança do seu PC
 

 
Giordani Rodrigues
 
O boletim Oxygen3, da Panda Software, deu início a uma série de conselhos práticos para que usuários domésticos aumentem a segurança de seus computadores. Os conselhos trazem em primeiro lugar, antes mesmo dos antivírus, a atualização dos programas instalados no PC, notadamente o sistema operacional e os navegadores.

Considerando-se a enorme popularidade de produtos da Microsoft (Windows, Internet Explorer, Outlook) e a grande quantidade de vírus e ataques de crackers que se aproveitaram de vulnerabilidades nestes produtos nos últimos meses, a recomendação é bastante acertada. Há uma grande ênfase na atualização dos antivírus, mas poucas pessoas se lembram de fazer o mesmo com o resto dos softwares mais críticos de sua máquina. Veja os conselhos da Panda:

1) Instalar pontualmente as atualizações que recomendam os fabricantes de software. Deve-se prestar atenção às atualizações correspondentes ao sistema operacional (Windows, por exemplo) e às aplicações que permitem a comunicação com a Internet (navegadores, programas clientes de correio eletrônico e clientes de chat). Quando se trata de produtos da Microsoft é recomendável empregar regularmente a utilidade Windows Update para automatizar o processo de atualização.

2) Utilizar um bom antivírus e atualizá-lo regularmente. Na hora de escolher um antivírus é preciso ter em conta vários aspectos, entre os quais a periodicidade das atualizações (é preferível que seja diária) e o serviço de atendimento ao cliente, capaz de resolver qualquer incidente em muito pouco tempo. Além disso, é recomendável que o antivírus esteja certificado pelas principais instituições do setor.

3) Realizar cópias de segurança (backups) para proteger as informações vitais. Se o usuário não possui dispositivos para fazer backup dos arquivos e documentos mais importantes, pode copiá-los em disquetes. Neste caso, uma ferramenta de compressão dos arquivos (formato ZIP, UPX e outros) é muito importante. Outra opção é recorrer a um gravador de CD-ROM, cujo preço está cada vez mais acessível (atualmente, encontram-se gravadores de CD-ROM por pouco mais de R$ 200 no mercado).

4) Criar um disco de inicialização (boot) e guardá-lo em lugar seguro. Se ocorrer um problema na hora de inciar o sistema, o disco de boot será de grande ajuda. O disco também facilita a desinfecção dos chamados "vírus de boot" que porventura tenham conseguido instalar-se na máquina, pois neste caso é necessário iniciar o PC a partir de uma unidade limpa.

5) Criar senhas seguras, extensas e que não contenham palavras que se encontram em um dicionário. Uma boa técnica consiste em usar palavras que formem uma frase da qual se recorde com facilidade. Assim, por exemplo, uma senha difícil de se lembrar, como "amepdtbaqf", pode corresponder ao ditado "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura". O boletim não cita, mas há outras recomendações importantes: misturar letras e números, utilizar caracteres especiais (&, %, $, ~, e outros) e não utilizar datas e nomes comuns, como data de nascimento ou nomes dos filhos.

6) Evitar o uso de arquivos com formatos potencialmente perigosos. É recomendável não baixar ou abrir, a partir de páginas Web não confiáveis, arquivos com extensão .EXE. Quando se enviam por e-mail anexos contendo texto, é melhor utilizar arquivos ASCII, criados com o Bloco de Notas, por exemplo. Assim, evitam-se os vírus de macro que podem se esconder em documentos do Word. Se o documento precisa conter formatação (letras com tipos e tamanhos diferentes, por exemplo) pode-se gravar o arquivo com a extensão RTF (Rich Text Format), mais segura, e assim evitar possíveis infecções.
 

Voltar





Adicione o LIGG3 aos Favoritos | Faça do LIGG3 a sua Página Inicial
© 2003-2008 Portal LIGG3 | Robson Rodrigo de Oliveira
Deus é Fiel!